EDIÇÃO 016 - Fev. 2010

 
 
 

Fala, Presidente

Uma História de Amor

A Hostelling International é um estilo de vida! Quem viaja pelos Albergues da Juventude não apenas economiza mais, é mais feliz: acumula experiências inigualáveis, histórias e aventuras fascinantes, amizades inesperadas... para quem viaja assim, o mundo se torna o quintal de casa e cada porto é residência de uma querida família, de Manaus a Hong Kong, de Porto Alegre a Paris...
Temos nos preocupado em tornar não apenas Brasília e nosso Hostel, mas todo o Brasil, que hoje já se estabeleceu com mais de 4500 albergues e mais de cinco milhões de associados, em referência de hospitalidade, sintonizando-nos com os demais países e inovando em serviços e conforto ao alberguista.
Não nos cansamos de continuar batalhando por este ideal, nos sentimos honrados em colaborar com esta rede incrível e nos emocionamos quando vemos tanta gente viajando e abrindo novos caminhos nos mais diversos pontos do planeta graças ao verdadeiro passaporte, que é a carteirinha de alberguista.
Venha rechear nossos corredores com suas histórias e seu jeito único de ser... Boa viagem, alberguistas!

Brasília Hostel

Andarilhos Urbanos...

Nós do Brasília Hostel nos orgulhamos muito de vivenciar esta cidade-sonho e nos esforçamos para permitir ao turista uma experiência intensa e profunda na Capital, como iniciativa também de cidadania e patriotismo. Por isso, desenvolvemos várias ações que vêm sendo aperfeiçoadas já há alguns meses. Uma delas é o projeto Andarilho Urbano.
Ao planejar Brasília, Lucio Costa previu o zoneamento do espaço de acordo com funções específicas: morar, trabalhar, recrear e circular. As grandes áreas verdes da Capital deram a Brasília o título de Cidade-Parque, que, inclusive, possui o maior parque urbano do mundo, o Parque Sara Kubitschek.
Aproveitando essa peculiaridade, o CAA – Centro de Atendimento ao Alberguista – criou uma atividade denominada de Trilha Urbana, uma caminhada nos arredores do nosso hostel para apreciar os jardins do Burle Marx, que ainda conheceremos nas próximas edições, ver o pôr-do-sol do ponto mais alto de Brasília, a Praça do Cruzeiro em um ângulo de 18º.
O Andarilho Urbano é o praticante da Trilha Urbana!
No mês de fevereiro, fomos até o Quartel General do Exército. O Quênia e a Estônia colocaram o pé na estrada com a gente pelas trilhas urbanas da Capital. Louis Majanda tem 34 anos e é de Nairobi (Quênia), ficou impressionado com o Brasil, com sua população e cultura ampla e diversa. Disse ter adorado a arquitetura de Brasília e gostou de ter encontrado na cidade, mesmo sendo ela tão moderna, sinais dos caminhos feitos pelos habitantes, como as trilhas alternativas feitas nos espaços gramados, longe das calçadas.
A estoniana Heidi ficou encantada com a Concha Acústica do Setor Militar Urbano e já o elegeu como sua construção favorita em Brasília. Na construção, os sons ganham vida graças a uma estrutura complicada e leve, que permite um momento mágico a partir de palmas que ecoam e palavras... é um convite à experimentação e à vivência profunda com a arquitetura e suas possibilidades.
Estamos te esperando para fazer uma caminhada com a gente!

Fala, Alberguista

Tarsys dos Santos, 33, Alagoas

O hóspede Tarsys Henrique Gama dos Santos, de 33 anos, veio de Maceió, Alagoas, dia 31 de janeiro, para fazer uma visitação técnica pelo Superior Tribunal de Justiça, o STJ.
Tarsys é estudante de Direito e está no 10º semestre do curso da Faculdade de Alagoas, a FAL, e nos falou sobre a importância que Brasília tem para profissionais de Direito e estudantes, como ele: “Brasília é o ponto máximo de um processo juridico. Este é o último ponto por onde um processo pode passar para ser resolvido. Tudo que eu faço e aprendo depende do que eles fazem no stf, stj.... Esta cidade é onde tudo acontece nessa área.”
Esta visita para qual o Tarsys foi selecionado era chamada de estágio voluntário, mas este tipo de contratação não é mais feita por ter sido proibida por lei. Ele nos contou ter feito a inscrição pelo site do STJ, aberta a todo o Brasil para estudantes de Direito, e acontece 2 vezes por ano, por uma semana, no periodo de férias. É selecionado um universitário de cada estado brasileiro, mas Tarsys também diz que nem tudo são flores. Os selecionados, geralmente, são alunos inscritos mais próximos da formatura, em Alagoas, nosso hóspede diz não ter sido classificado nem em primeiro nem em terceiro, mas que foi selecionado mediante a desistência dos mais bem colocados.
As desistências acontecem, segundo o estudante de Direito, por causa dos altíssimos custos da experiência. O STJ concede apenas a visitação técnica para os selecionados, fica por conta deles custos de hospedagem, alimentação, transporte e passagens. Tarsys mesmo diz só ter conseguido conhecer Brasília e participar do programa devido à descoberta do Albergue da Juventude daqui, nosso Brasília Hostel.
“Alguns candidatos nem chegaram a conhecer o Albergue da Juventude... eu mesmo não teria vindo se não tivesse descoberto esta alternativa. O AJ me possibilitou vir a Brasília, caso contrário, ou eu não viria ou me endividaria muito!”
E nós ficamos felizes por colaborar com você, Tarsys!
O futuro advogado gostou muito do Brasília Hostel. “Gostei tanto de sua estrutura quanto de suas pessoas, muito receptivo”. Elogiou o trabalho de nossos funcionários, principalmente do Augusto, nosso recepcionista, e da Olávia, responsável pelo Centro de Atendimento ao Alberguista – CAA –, dizendo que eles são o que existe de melhor entre nossas paredes, pois estão sempre acolhendo, conversando, informando, divertindo, sendo atenciosos e simpáticos.
Ele ainda elogiou a localização do prédio e disse ter achado que todas as distâncias são grandes em Brasília e que isso, aliado a um sistema de transporte público não muito eficiente, faz a locomoção parecer ainda mais difícil dentro da cidade.
“A organização e estruturas do AJ são muito boas e o sistema de transporte é um problema generalizado em toda a cidade. Recomendaria um sistema de aluguel de bicicletas na cidade, principalmente no final de semana.”
E pode apostar que estamos pensando nisso para nossos hóspedes!

Brasília, Capital de Todos os Brasileiros

Bem Vindo a Brasília!

A Hostelling International é um estilo de vida! Quem viaja pelos Albergues da Juventude não apenas economiza mais, é mais feliz: acumula experiências inigualáveis, histórias e aventuras fascinantes, amizades inesperadas... para quem viaja assim, o mundo se torna o quintal de casa e cada porto é residência de uma querida família, de Manaus a Hong Kong, de Porto Alegre a Paris...
Temos nos preocupado em tornar não apenas Brasília e nosso Hostel, mas todo o Brasil, que hoje já se estabeleceu com mais de 4500 albergues e mais de cinco milhões de associados, em referência de hospitalidade, sintonizando-nos com os demais países e inovando em serviços e conforto ao alberguista.
Não nos cansamos de continuar batalhando por este ideal, nos sentimos honrados em colaborar com esta rede incrível e nos emocionamos quando vemos tanta gente viajando e abrindo novos caminhos nos mais diversos pontos do planeta graças ao verdadeiro passaporte, que é a carteirinha de alberguista.
Venha rechear nossos corredores com suas histórias e seu jeito único de ser... Boa viagem, alberguistas!

Destaque

Brasília Inspira a Beija-Flor!

A Beija-Flor de Nilópolis entrou na Avenida Marquês de Sapucaí para fechar a primeira noite dos desfiles do carnaval do Grupo Especial do Rio de Janeiro. A escola fez homenageou nossa Capital, os 50 anos de Brasília, e levou à Sapucaí a história do povo que construiu a capital do País. A escola utilizou oito carros alegóricos, distribuídos em 44 alas. O samba esteve por conta da voz do histórico intérprete Neguinho da Beija-Flor.
Além do resgate histórico, a escola fez uma homenagem em azul e branco aos homens responsáveis pela construção desta linda cidade. Entre eles estão Oscar Niemeyer, sobre quem ainda falaremos nas próximas edições em nossa nova sessão sobre Brasília, o presidente Juscelino Kubitschek e os trabalhadores de diferentes regiões do País que foram para o Planalto Central erguer a nova cidade, os candangos.
O grupo optou por deixar de lado os casos de corrupção.
"A corrupção é brasileira, não brasiliense", afirmou Alexandre Louzada, um dos integrantes da Comissão de Carnaval responsável pelo enredo, semanas antes do desfile.
A escola mostrou em suas fantasias e em seus carros sua experiência de campeã. O tamanho dos carros, nível de acabamento e efeitos de iluminação chamaram a atenção do público. A agremiação fugiu das representações mais simples da Capital e criou carros dedicados a mitos, aos bandeirantes e sobre o bioma cerrado, com a fauna e flora, ilustrando as histórias que relacionam monumentos da cidade com símbolos e arquiteturas. Quem quiser conferir um pouco melhor as fantasias ou descobrir um pouco mais sobre a escola de samba pode acessar a página virtual: http://beija-flor.com.br/2010/por/index.html
A Beija-Flor dividiu suas mais de 120 baianas em duas alas para o desfile. Do total, 60 baianas desfilaram vestidas de índias para ajudar a contar a história de Brasília. Com fantasias luxuosas, as veteranas da agremiação de Nilópolis mostraram que ainda têm fôlego para agüentar os 82 minutos de desfile.
Confira a letra do samba-enredo da Beija-Flor:

"Dádivas o criador concedeu
Faz brotar num sonho divinal
O mais precioso cristal
Lágrimas, fascinante foi a ira de Tupã
Diz a lenda que o mito Goyás nasceu
O brilho em Jacy vem do olhar
pra sempre refletido em suas águas
A força que fluiu deste amor é Paranoá... Paranoá
Oh! Deus Sol em sua devoção
Ergueu-se no Egito fonte de inspiração
Pássaro sagrado voa no infinito azul
Abre as asas bordando o cerrado de Norte a Sul

Ah, terra tão rica é o sertão
Rasga o coração da mata desbravador!
Finca a bandeira nesse chão
pra desabrochar a linda flor

No coração do Brasil,
O afã de quem viu um novo amanhã
Revolta, insurreições, coroas e brasões
Batismo, num clamor de liberdade!
Segue a missão a caravana em jornada
Enfim, a natureza em sua essência revelada
Firmando o desejo de realizar
A flor desabrochou nas mãos de JK
A miscigenação se fez raiz
Com sangue e suor deste País
Vem ver...
A arte do mestre num traço um poema
Nossa capital vem ver...
Legião de artistas, caldeirão cultural!
Orgulho, patrimônio mundial

Sou candango, calango e Beija-Flor
Traçando o destino ainda criança
A luz da Alvorada anuncia!
Brasília, capital da esperança"

Para conferir um pouco do desfile da Beija-Flor, acesse um dos links: http://g1.globo.com/Carnaval2010/0,,MUL1491299-17812,00-BEIJAFLOR+VISITA+BRASILIA+E+SONHA+COM+FUTURO+DE+ESPERANCA.html ou
http://videolog.uol.com.br/video.php?id=415475

Surpresas para o Instituto Caetés


Este mês, recebemos aqui no Brasília Hostel, do dia 7 a 10 de fevereiro, o pessoal do Instituto Caetés. Em média, 40 jovens entre 20 e 29 anos vieram para um seminário de organização interna, uma reunião da juventude do Instituto que promoveu confraternizações e debates. Todas as atividades do grupo foram feitas dentro do nosso albergue, que esbanja espaço para diversos tipos de necessidades, e nós nos esforçamos para atendê-los e surpreendê-los com pequenos gestos.
A coordenadora do grupo destacou a maior vantagem de Brasília: para ela, a centralidade geográfica e política da Capital torna a cidade um ponto de parada obrigatório para o cidadão brasileiro, e os espaços abertos, abundantes em Brasília, são um bônus imperdível.
Organizamos uma dinâmica muito divertida entre os visitantes e pedimos que deixassem em nosso jardim uma lembrança de sua passagem por nossas vidas e um sinal de colaboração com nosso planeta: plantaram uma pequena mudinha que já está firme e forte, se enraizando em nosso solo.

Carnaval em Brasília!

O carro-chefe do Carnaval de Brasília foi a folia. A cidade sambou sob a serpentina, as marchinhas e muitas outras atrações que balançaram o feriado. A Secretaria de Cultura preparou uma grande programação de eventos, com mais de 100 artistas locais e 10 atrações nacionais, como Margareth Menezes, Luiz Caldas, Tatau (ex-integrante da banda Araketu) e Banda Beijo.
Ao todo, foram 102 atrações locais fazendo 233 apresentações e 10 atrações nacionais fazendo 26 apresentações.
O ponto de encontro dos foliões foi o Ceilambódromo, a Sapucaí brasiliense, onde desfilam as escolas de samba da Capital; o Granfolia, uma estrutura próxima à Rodoviária do Plano Piloto montada para ser local dos principais shows e festas; a liga dos Blocos Tradicionais do DF, os blocos de rua que animaram até os brasilienses mais caseiros; e em 26 regiões administrativas do DF, que também tiveram sua própria programação carnavalesca! Todas as atividades organizadas pela Secretaria de Cultura foram gratuitas e só terminaram mesmo no último dia do feriado.
Além de toda a diversão, o carnaval de Brasília fez muita gente sair do sufoco, pois foram mais de 1500 contratações diretas, entre músicos, equipe e dançarinos e mais de 3000 contratações indiretas, entre técnicos, carregadores, segurança, infra-estrutura e operadores de som e iluminação. Para todas as contratações e estrutura, o Governo investiu mais de R$ 6.674.400,00.
Deste jeito Brasília vai virar a capital do carnaval também... Se cuida, Sapucaí!

Federação Brasileira de Albergues da Juventude

33.672 Preservativos do Viagem Legal

O projeto “Viagem Legal tem Camisinha” continua a crescer em albergues de todo o país! Agora, cada hostel tem direito a uma cota anual de preservativos, que foi estabelecida com base na declaração de pernoites de cada um no ano de 2008. Devido a essa grande quantidade, a FBAJ nos enviou uma carta com recomendações específicas de manuseio e estocagem para a manutenção da qualidade e durabilidade dos preservativos.
No Brasil, a quantia total a ser distribuída está na casa dos milhões, com 3.189.324 de preservativos, sendo que o Brasília Hostel poderá ter acesso a 33.672, o que é 100% do distribuído a todo o Centro-Oeste. Desta quantia, poderemos destinar entre 1 e 2% para atividades festivas e/ou culturais na nossa cidade, sempre acompanhadas de ações educativas e informativas, já que se trata de uma distribuição gratuita com a marca do Ministério da Saúde.
Aqui em Brasília, a Unidade de Prevenção é o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST /Aids e Hepatites Virais, localizada no SAF Sul, Trecho 02, Bloco F, Torre 1, Edifício Premium. Telefone: (61) 3306 7093
Além disso, ainda este ano, o Ministério da Saúde – Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais – realizará o VIII Congresso Brasileiro de Prevenção das DST’s e Aids e o I Congresso Brasileiro de Hepatites Virais, com o tema “Viver Direitos: Acesso, Equidade e Cidadania”, que proporão mobilização coletiva e debate sobre os caminhos a serem traçados para que o acesso universal à prevenção se efetive no Brasil. E o evento acontecerá aqui mesmo, em solo brasiliense, entre os dias 16 e 19 de junho, e é claro que nós estaremos lá cobrindo todo o evento para você.
Os hostels foram convidados a inscreverem experiências de trabalho com o projeto “Viagem Legal tem Camisinha” para apresentação e discussão sobre novas formas de ação em prevenção das DST’s/Aids junto aos viajantes que freqüentam os Albergues da Juventude. Acessando o link http://sistemas.aids.gov.br/prevencao2010/ , é possível tomar conhecimento das normas de inscrição dos trabalhos. Boa sorte! A colaboração está valendo bolsas para participação no congresso.

Federação Internacional de Albergues da Juventude

Cansou do Verão?

Cansou do verão?
Não agüenta mais esse calor, todo esse sol? Está com saudade daquela blusinha de frio, de um filme debaixo de cobertas? Gosta de esquiar, quem sabe? Chocolate quente?!
Então nós e a Hostelling International trouxemos a solução para você!
Foi uma relação personalizada feita pela Federação Internacional para que você saiba onde encontrar o quê pelos hostels do mundo inteiro, são vários grupos temáticos que se encaixam nos seus desejos e no seu bolso...afinal de contas, esta é a Hostelling International!
O destino dos sonhos de sua blusa de frio e de seus esquis pode estar na Argentina. Se é lá que você quer se refrescar, então nossa sugestão é o hostel Neuquén Caviahue - Hebe’s House. Você pode encontrar mais sobre este hostel nas montanhas copiando o endereço eletrônico: http://www.hihostels.com/dba/hostels-Neuquén-Caviahue---Hebe´s-House-002098.en.htm .
Mas, talvez, você queira ir um pouquinho mais longe de casa (se estiver no Brasil)... então leve suas luvas mais para o norte, no Canadá, com o hostel Lake Louise Alpine Centre, confira este pequeno paraíso no link: http://www.hihostels.com/dba/hostels-HI---Lake-Louise-Alpine-Centre-011028.en.htm .
Quer atravessar o oceano, não é? Menos que isso é perto demais... Europa! Você pode ficar bem agasalhado no hostel Le Rousses, na França (http://www.hihostels.com/dba/hostels-Les-Rousses-020047.en.htm), ou na Suiça, no hostel Valbella-Lenzerheide, http://www.hihostels.com/dba/hostels-Valbella-Lenzerheide-055030.en.htm .
Mas se o seu caso for uma aversão crônica ao verão, então o tratamento intensivo está no Japão, no Liyama (Kijimadaira)-Koshasanroku Miyukinomori, localizado a apenas 3 minutos da estação de esqui! Confira aqui http://www.hihostels.com/dba/hostels-Iiyama-Kijimadaira----Koshasanroku-Miyukinomori-032149.en.htm .
Não há mais desculpas para continuar aí suando! Boa viagem!

Conte sua História

Um Passeio pela Itália!

Estamos cheios de novidade para 2010... Uma delas é esta nova coluna do nosso Informativo. Nela, você poderá ler boas histórias de experiências com os Albergues da Juventude, aproveitar dicas específicas e conhecer um pouco melhor lugares maravilhosos a partir de vivências pessoais.
Neste mês quem conta sua história é o alberguista estreante Fabrício, advogado de 33 anos, que dividiu conosco a viagem que fez à Europa recentemente com um amigo, Marcelo, fisioterapeuta de 40 anos.
Fabrício nos disse que, a princípio, a intenção era percorrer toda a rota de moto, mas a idéia acabou se mostrando um tanto arriscada e pesando na decisão de percorrer o percurso de carro alugado e trem durante sua estadia de 18 dias.
Eles desembarcaram em Zurique, seguiram de trem até Milão, depois Gênova, Florença, uma passadinha em Assis, Roma, depois Veneza, Milão novamente e Zurique antes do retorno para o Brasil.
Em Milão, o entrevistado disse ter visto muita variedade em arquitetura e moda, mas confessou não se identificar muito com nenhuma das duas atrações da cidade, o que acabou por não lhe despertar muita curiosidade. Já a terceira parada, Gênova, se mostrou muito mais intrigante, pois, segundo ele, a cidade apresenta um confronto de vários tipos de cultura, da cultura mediterrânea com um forte aspecto folclórico e místico, muito presente na arte também.
Passaram dois dias em Gênova e pernoitaram em um Hostel pela primeira vez. Fabrício demonstrou ter ficado um pouco tenso com a situação de ter de dividir quarto com pessoas desconhecidas, mas a experiência parece ter, por fim, se tornado muito divertida, já que elogiou muito o Albergue de Gênova, principalmente o chuveiro, que lhes permitiu tomar um bom banho brasileiro. Mas fique atento, pois ao contrário do chuveiro, Fabrício detestou a toalha descartável cedida pelo hostel, e talvez seja bom pensar em levar sua própria toalha!
A viagem seguiu nesse crescente até o ponto mais marcante para Fabrício: Florença. Lá, se hospedou no Villa Camerata Hostel, que possui um lindo prédio, muito antigo, com teto pintado a mão, mas dormiu em um quarto agregado ao prédio, separado e individual, que lhe deram devido à super movimentação dentro do hostel.
Para este albergue, Fabrício recomenda pelo menos uma semana, pois a atmosfera criada no ambiente é sensacional. O albergue se torna algo mais do que um simples lugar de base, apoio, é um espaço real de convivência, onde os jovens ficavam pelo prazer de se reunir ali, tocando violão nos jardins, perto do bosque que rodeia o hostel, conversando. Além disso, em Florença, cada esquina revela “algo pra ver, fazer e aprender”, como disse o alberguista. O único problema comentado por ele foi sobre a internet, que, na Europa, possui uma demanda muito superior a do Brasil, o que encarece e dificulta o acesso à banda larga.
Em Assis, os dois colegas não permaneceram muito tempo, já que a própria cidade não é muito grande, mas encontraram pessoas brasileiras na cidade e seguiram viagem com elas até Roma. Roma foi para eles uma grande “correria e contramão de tudo” e lhes proporcionou um calor de 43°. É um lugar invadido por diversas culturas, principalmente orientais, e que possui um outro padrão. “É uma cidade grande e tem os problemas de uma cidade grande”. Mas diferentemente do que se esperaria, o que mais atraiu Fabrício em Roma não foi a arquitetura, mas a engenharia. Ficou encantado com as ruínas, que achou muito bonitas, mas ficou mais impressionado com os desafios de engenharia enfrentados por pessoas sem o apoio de segurança e material contemporâneos.
Alugaram um carro até a parada seguinte, Veneza, com albergue bem em frente ao canal e com uma linda paisagem, para depois voltar a Milão e Zurique.
Fabrício garantiu que, depois da experiência, o Albergue da Juventude estará incluído em seus roteiros turísticos sempre, que só tem elogios a fazer. Seus planos futuros incluem um retorno à Suiça para uma visita mais atenta a sua cultura e costumes e à França, se aproveitando do “custo/benefício imbatível!” da Hostelling International para fazer da sua viagem ainda mais inesquecível.

Visite: Florença
Conheça: A comida típica de Florença, a Dobradinha, muito conhecida aqui no Brasil, mas com origem na situação da guerra, em que cada parte do boi era aproveitada para a nutrição.
Fique Atento: Separe por bolsos em seu corpo os ítens de importância. Documentos em um bolso, dinheiro grande em outro, pequeno em um outro; isso dificultará maiores problemas com furtos. E nunca se esqueça de ter cópias autenticadas e chanceladas de cada documento na mala.


Divida conosco e com os outros leitores suas histórias e dicas, basta mandar seu texto e fotos para informativo@brasiliahostel.com.br e as melhores histórias serão veiculadas em nosso informativo. Estamos ansiosos pela sua participação!

 
Voltar



Cadastre-se e receba nosso Informativo no seu E-mail


Nome:

Email:

Escolaridade:

Data de Nascimento:

Endereço

Estado:

Renda pessoal:

Como Conheceu os Albergues da Juventude?

Digite o código da imagem acima

*

Open Informática e Internet